Filme - Os Miseráveis

-
Gênero: Drama
Direção: Bille August
Roteiro: Rafael Yglesias
Produção: James Gorman, Sarah Radclyffe
Fotografia: Jörgen Persson
Trilha Sonora: Basil Poledouris
Duração: 128 min.

Uma história audaciosa escrita por Victor Hugo, retratada por Tom Hooper, mostrando a tragédia da vida e como é possível sobreviver ao inferno com fé. 


O filme foi lançado em 2012, com a parceria de Working Title Films com a Universal Pictures, estrelando principalmente Hugh Jackman, Russell Crowe, Anne Hathaway, Amanda Seyfried, Eddie Redmayne. Tais atores deram um show inspirador e vívido ao longo da trama, retratando a intensidade que as peças de teatro e o conto original de Victor Hugo queriam repassar.

A história se trata de Jean Veljean, um velho criminoso que sofre nas mãos do governo francês, que mesmo após cumprir a pena, ainda luta por liberdade. Em um mundo injusto, Jean tenta purificar sua alma e recomeçar, conseguindo a bênção de um padre e uma boa quantidade de prataria. Anos se passam e Veljean se depara com outras injustiças debaixo de seu nariz; uma mãe doente tem que sustentar a filha, mas é demitida e obrigada a se prostituir. Quando a mesma morre, o personagem principal decide criar e cuidar da moça, dando o seu melhor para a criação enquanto foge das autoridades francesas.

Entretanto, logo ao início do longa pude reparar que a introdução não foi digna de cinco estrelinhas. Faltou uma intensidade musical que deixariam transparecer o ódio e arrependimento de Jean Valjean, deixando a desejar toda a força emocional que deveria sair cantada. O ator se esforçou, mas ele não conseguiu o ápice esperado. O roteiro aliviava bastante a tragédia típica da história, suavizando cenas que deveriam ser de tirar o fôlego e forçar os mais fracos a fechar os olhos ao sentir na pele. Felizmente, o fator musical balanceava as cenas, nos dando o necessário.

A trilha sonora juntamente com as músicas originais típicas dos Miseráveis teve um esplêndido sucesso, nos puxando para dentro da obra.

Anne Hathaway, que interpretava a mãe lutadora da pobre garotinha que estrearia no final, estava meio fraca em suas cenas solos, com a interpretação não forte o suficiente. Mas assim que pegou o jeito, fez um espetáculo de frente às câmeras, atingindo notas altas e surpreendendo os amantes do teatro. Em minha opinião pessoal, nunca me agradei muito com ela em outras histórias porque achava que Anne era muito inexpressiva, não passava a firmeza que as personagens tanto necessitavam. Posso garantir que os argumentos anteriores foram quebrados.

O ápice da atriz foi no antigo "I Dreamed a Dream", onde a mesma fez valer o título que carrega com tanto orgulho.

O teatro, cinematográfico ou não, - ainda mais retratando obras antigas e clássicas - merece uma força que dê sentimentalismo real ao telespectador, o que nos foi apresentado com a obra em si. Poucos profissionais conseguem fazer isso de verdade, deixando-nos com o brilho nos olhos e uma marca em nossas vidas. Tom Hooper teve êxito quanto à isso.

Eu acredito em minha experiência com filmes e musicais que tem algumas cenas que, se for comparar com a obra original, seriam ridículas se não houvesse música e isso trouxe uma essência aos Miseráveis, fortalecendo a imagem que ele já tinha antes. Se ousa tanto, tente reescrever uma cena tão forte quanto a de Anne Hathaway se prostituindo e desesperada no inferno da vida. A única maneira certa de retratar aquilo foi feita nesta obra e não há argumentos que provem como descordar.

O enredo em si foi bem estruturado, retratando os pontos altos essenciais da trama. Com muita glória e drama, Tom Hooper deu um espetacular show, satisfazendo os U$ 300 milhões na bilheteria americana. Apesar da pressão em suas costas que é trazer à vida um clássico em forma de filme atual, o mesmo se saiu bem, junto com sua maravilhosa equipe.

19 comentários:

  1. Olá!
    Primeiramente, esse elenco tá incrível, hein?! Já tinha escutado falar desse filme e muito bem.
    A sua resenha foi incrível e deixa o leitor com muita vontade de ler e curioso.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O elenco já está um arraso, agora coloca o Hugh e pronto, taí: um filme perfeito. HAHAHA
      Ótimo, é o resultado que eu esperava ter. Agora só falta você ir lá e conferir.

      Excluir
  2. Acho que é a primeira vez que vejo alguém comentar que a situação toda seria estranha se não tivesse música pra acompanhar, e pensando bem, até que faz sentido. No entanto, não costumo gostar muito de musicais, então acabei nem arriscando no filme :( Sua resenha ficou ótima, e topamos parceria sim! Vou acrescentar seu blog lá na lista de parceiros :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Invisível", vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHA. Seria um filme cruel, violento e sério demais se não houvesse música. Então, conseguimos arte em vez disso.
      Se você não gosta de musicais, realmente nem adianta tentar - filme é todo cantado, e quem tem o nariz torcido para isso, com certeza odiaria. Hahaha

      Excluir
  3. Olá! Tudo bem?
    Não assisti esse filme ainda, mas parece bem bacana.
    Obrigada pelo carinho lá no meu blog.
    Volte sempre! <3
    www.espinhapunk.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adoro musicais.
    Comecei a assistir este filme e acabei dormindo. O elenco é maravilhoso e o enredo também, só não acertei o timing ainda.
    Sua resenha está muito bem feita. Adorei.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada! Bom, tenho certeza que é só questão de tempo até você se envolver de verdade com o filme :)

    ResponderExcluir
  6. Ahahah, muito obrigado minha querida :D

    Ainda não tive oportunidade de ver o filme, mas já ouvi e li as melhores maravilhas. Devo confessar que a tua opinião me suscitou imensa vontade de o ver :D

    Segui o blog :D Segues de volta por favor?

    NEW POST | FOREO LUNA GIVEAWAY
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou satisfeita com o resultado. Espero que realmente vá conferir!

      Excluir
  7. ah, esse filme <3
    Lembro quando vi no cinema e muitas pessoas sairam da sessão por ser musical, queria poder dizer a todos: perderam um super filme!
    Quando tentei ver o filme clássico, parei e não voltei. Mas esse... Já perdi as contas de quantas vezes vi e chorei. Tenho vontade de ler o livro :D


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém sabia na sessão que era musical, mas alguns ainda ficaram - e alguns que ficaram, odiaram. Mas quando você vai analisar bem o livro, tentar compreendê-lo e degustar, você percebe que é uma ótima produção.
      É emocionante, mesmo. Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  8. Olá, primeiramente, adorei o blog e o layout! E eu já ouvi falar muito bem desse filme, não sou muito chegada a ver musicais, mas esse filme ta na lista de filmes que ainda pretendo ver pois realmente falam super bem dele, além de ter um elenco maravilhoso né? E parece que a história é realmente trágica, fazendo até algumas pessoas chorarem e tal...

    http://rawr-it.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história que relata a realidade, e deve ser por isso que soa tão trágica. O elenco foi composto de atores sensacionais, mas mesmo assim o fator musical impediu muita gente de apreciar a obra.
      Espero que assista e seja uma das pessoas que goste! Hahaha

      Excluir
  9. Oi, Lua!
    Eu tenho a versão em Inglês do livro, porém como meu Inglês não é lááá essas coisas, ainda não me aventurei a conhecer a obra.
    Ouvi falar do filme e até fiquei curiosa pra vê-lo, mas não sou chegada a musicais. Por outro lado, o elenco está incrível! É possível que acabe não resistindo hahaha

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  10. Você pode começar pelo filme, mesmo. Mas já que não gosta de musicais, melhor procurar a obra (em português) e vê se lhe agrada.

    ResponderExcluir
  11. Oi Lua, tudo bem contigo ???
    Eu sou simplesmente apaixonada pela trilha sonora desse filme, desse musical na verdade !!! Sempre que estou com aquele tédio de ouvir sempre as mesmas músicas, de novo e de novo, eu escuto a trilha do filme, ela é simplesmente maravilhosa !!!
    A única coisa que me incomoda nesse filme é a duração, acho ele muito comprido, e não consigo gostar de assisti-lo pois sempre estou morta no final do filme. Ainda sim, é um filme e uma história totalmente válida.
    Gostei de ver essa resenha aqui, acho muito importante destacar filmes como esse !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  12. Olá! Para quem gosta de fotografia e redes sociais e quer ganhar uns $ extra com um blog, inscreva-se na Tsu!
    Deixo aqui o convite: https://www.tsu.co/Samgom
    Nota: Mais informação aqui: https://en.wikipedia.org/wiki/Ts%C5%AB_(social_network)

    ResponderExcluir
  13. Ainda não assisti o filme, mas li o livro, é lindo demais, ele participa da lista dos meus favoritos.

    | ~Oxe, Nalanda!~|

    ResponderExcluir
  14. Esse filme parece ser bom, anotei aqui para não esquecer de assistir, se tiver mais sugestões de filmes agradeço.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir